fbpx

A Terapia Japonesa EHT

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

Agora faremos um pequeno resumo após as análises e explicações acima. Acredito que, em relação à medicina atual, dissequei de todas as formas possíveis e fiz críticas sem reservas, apontando os seus erros. Em suma, a conclusão é a seguinte:

  • 1. Em relação à doença, a medicina não reconhece que se trata de purificação.
  • 2. Consequentemente, ela entende que a doença é uma ação maligna e se equivoca, pensando que a interrupção da purificação é o método de curar doenças.
  • 3. A medicina desconhece que todos os remédios são drogas (toxinas) e que essas, além de interromper a purificação, ficam retidas no corpo e tornam-se a causa de doenças.
  • 4. A medicina erra no ponto em que considera bons todos os tratamentos artificiais, ignorando as palavras de Hipócrates: Desde que a doença é purificação, a natureza é o melhor médico.
  • 5. O tratamento médico está equivocado visto que é baseado no efeito temporário.

Colocando de modo geral, creio que seja isso. A respeito disso, até o quarto item expliquei detalhadamente; por isso, acho que o leitor pôde entender claramente, mas sinto a necessidade de explicar melhor a respeito do item cinco.

Em primeiro lugar, todos os métodos de tratamento médico são curas temporárias e se iludem pensando serem curas verdadeiras. Além do mais, esses métodos de cura temporária é que posteriormente provocam o efeito contrário e tornam-se a causa do agravamento e da complicação da doença (ou o aparecimento de novas), o que a medicina desconhece. Vou explicar a respeito disso, dando vários exemplos.

Como já expliquei minuciosamente, ao usar os medicamentos, a bolsa de gelo, a compressa, etc., ocorre a redução temporária de dores e sofrimentos; por isso, parece que houve a cura. Também as lavagens de ouvidos, nariz, estômago, etc. o colírio, injeção de cocaína pelo nariz, líquido para gargarejo, todos os tipos de linimentos endérmicos, emplastos, etc. são, obviamente, métodos de alívio temporário de dores e sofrimentos. O mesmo se diz em relação a remédios para baixar a febre, diuréticos, purgativos, soníferos, injeção de morfina, etc. Os remédios de gargarejo para dentes enfraquecem os dentes e principalmente os cremes dentais que contém bactericidas são nocivos. O interessante é o fato de dentistas usarem os bactericidas para desinfecção nas obturações, o que também é um grande equívoco. Isto porque, geralmente, após o fechamento, ocorre a dor, devido à deterioração do bactericida que, tornando-se toxina, procura uma saída, e daí provêm as dores. Portanto, quando não usa nenhum bactericida na ocasião do fechamento, jamais ocorre a dor. Depois que passei a pedir ao dentista que procedesse assim rigorosamente, nunca mais senti dores. Por isso, fico sempre a pensar: quantas e quantas pessoas será que vão deixar de sofrer se os dentistas souberem disso e deixarem de usar os remédios?

No caso de jintan também, se o seu uso for reduzido, não há problema, mas se for constante, torna-se nocivo. Tempos atrás, dei assistência a um paciente viciado em jintan. Essa pessoa mantinha sempre o referido remédio na boca por mais de dez anos. No início, quando ele me procurou, estava com fisionomia pálida e magra, e o seu estômago em péssimo estado. Descobri que a causa disso era o jintan que ele consumia; então, ao mesmo tempo que fiquei deveras surpreso, pedi-lhe que parasse de tomar. Desde então, a pessoa foi se restabelecendo gradativamente.

A seguir, trata-se do vício de banho de ervas que as pessoas em geral quase não percebem. Originariamente, a água pura e sem mistura de substâncias estranhas é considerada a apropriada e boa para o banho. Portanto, se colocar substâncias estranhas como as ervas na água do banho, as suas toxinas vão penetrar através da pele e, tornando-se uma espécie de envenenamento, serão nocivas à saúde. Portanto, podemos notar que as pessoas que costumam tomar banhos de ervas possuem suas fisionomias pálidas. Costumam dizer que o banho de ervas faz aquecer o corpo, mas por que motivo acontece isso? As pessoas que possuem febre branda sentem sempre um arrepio e são friorentas. Por isso, quando tomam banho de ervas, as toxinas penetram através da pele e interrompem a purificação, e a febre desaparece temporariamente; por isso, cessa o arrepio e tem-se a sensação de aquecimento. Também costumam-se colocar no banho a flor de sulfúreo, mas isso é diferente de tomar banho no terma. Isto porque a água do terma contém fluído espiritual da montanha, e isso é que influi no corpo, mas a flor de sulfúreo é apenas uma casca vazia, sem o fluído espiritual.

Como expliquei anteriormente, quando realizam cirurgias de amígdalas ou do apêndice, o resultado é bom por dois ou três anos, mas depois disso não; no caso de doenças do estômago, como as pessoas costumam usar remédios para digestão e tomar alimentos de fácil digestão, o estômago vai enfraquecendo gradativamente; também as pessoas temem o cansaço e a insônia, mas o motivo de tudo isso está no equívoco de dar prioridade às coisas temporárias. O mesmo se diz em relação à nutrição.

Portanto, creio que puderam compreender, através de vários fatos reais, que a minha teoria não está equivocada. Observem os filhos de médicos e das pessoas da alta roda social. Apesar de se alimentarem sempre com produtos nutritivos e seguirem à risca a higiene recomendada pela medicina ocidental, todos parecem fracos, e a maioria sofre de escrofulose.

Ultimamente, tornou-se notável também o fenômeno de vida curta dos médicos. Sinto que, entre os doutores de várias áreas, os médicos têm a vida mais curta. Acho que seria interessante se alguém realizasse uma estatística nesse sentido. Desde que eles têm a função de curar as doenças e aumentar a saúde das pessoas, antes de mais nada, eles é que devem ser saudáveis e ter uma vida longa. Mesmo em se tratando da saúde dos seus familiares, acho que deveria ser melhor do que a das pessoas em geral, que possuem menos conhecimentos médicos. Caso contrário, acho que não seria insulto dizer que eles não têm qualificação verdadeira de médicos. Assemelham-se, por exemplo, a pessoas que conseguem falar sobre a moral, mas se elas próprias não colocar em prática, não serão capazes de mover as pessoas. Podemos evidenciar isso ao observar o aumento de pessoas com fisionomias pálidas proporcionalmente ao aumento de pessoas que se aderem à teoria da higiene médica atual.

Acredito que o leitor pôde compreender, de forma geral, o que vem a ser a medicina japonesa criada por mim, em comparação com a medicina tradicional. Ao mesmo tempo, o que importa aqui é a magnificência do seu poder de cura. Se expuser o fato de acordo com a realidade, acabarei caindo no auto-elogio, mas como preciso falar de qualquer maneira, atrevo-me em anunciar.

Não resta dúvida de que a origem da doença são as toxinas, e estas nada mais são do que pus ou coágulo de sangue tóxico. Obviamente, a medicina ocidental também reconhece isso, mas há um ponto que difere, pois ela diz que as toxinas se multiplicam através das bactérias, e eu afirmo que as toxinas se acumulam através da ação purificadora. Por isso, em relação ao contágio da medicina ocidental, entendo que ele é induzido. Ela diz também que as doenças ocorrem devido à fragilidade da resistência do corpo, que permite a penetração das bactérias da parte externa e a propagação das toxinas, mas afirmo que elas ocorrem devido à ação de dissolução e purificação das toxinas acumuladas e solidificadas no interior do corpo a fim de expulsá- las para fora. Por isso, mesmo no que se refere ao princípio de tratamento, a medicina ocidental objetiva a solidificação das toxinas no interior do corpo, enquanto que eu objetivo a dissolução das toxinas para eliminá-las para fora do corpo. Ela objetiva a solidificação e eu objetivo a dissolução. Portanto, o resultado da solidificação faz subsistir a causa das doenças e produz a origem da reincidência. Em contrapartida, a dissolução elimina a causa das doenças e a origem da reincidência.

Acredito que não há necessidade de esperar por uma resposta para saber qual das teorias acima é a verdadeira, pois está mais do que evidente. Todavia, em relação à minha teoria, acho que os profissionais vão dizer: “Realmente, a causa das doenças são as toxinas, mas na realidade é impossível dissolver e eliminá-las; portanto, isso não passa de um ideal. Por isso, sem outra alternativa e como uma segunda forma, adotamos a cirurgia ou a solidificação, e assim houve, inevitavelmente, o desenvolvimento do tratamento de solidificação”.

No entanto, a medicina japonesa criada por mim teve êxito no método de dissolução e eliminação das toxinas. Por mais que a medicina atual se vanglorie do seu progresso, em relação às toxinas que estão acumuladas sob a pele, acho que não poderá retirar sequer um pingo de pus sem realizar a cirurgia. No entanto, o meu método não provoca qualquer dor ou sofrimento, e mesmo que o pus se encontre nas profundezas, é possível dissolver e eliminá-lo livremente. A cura da apendicite ocorre com uma única aplicação; a dor de dente também pode ser solucionada de imediato. Todas as demais dores podem ser solucionadas com algumas aplicações. A tuberculose pode ser curada por completo e o câncer também pode ser solucionado.

Além disso, é possível a cura da maioria das doenças consideradas de difícil solução pela medicina, tais como: disenteria infantil, doenças espirituais, asma, doenças cardíacas, a fístula anal, etc.

A única dificuldade que encontro no meu tratamento são os pacientes que se submeteram excessivamente ao tratamento médico. Principalmente os que usaram remédios em grande quantidade e por dezenas de vezes a radiografia, a eletricidade nas partes profundas, o rádio, etc.

Também no caso das pessoas que se submetem a vários tratamentos e encontram-se debilitadas, o insucesso é inevitável, devido à impossibilidade de manter a vida do paciente até o fim, eliminando a causa da doença.

Portanto, se as pessoas receberem rapidamente o nosso tratamento logo após contrair a doença, sem exagero, todos os casos terão cura completa. Consequentemente, nós não usamos a palavra pesquisa. Isto porque a causa da doença está evidente e a cura também está estabelecida; por isso, não há necessidade disso.

Na minha medicina há um ponto muito importante: quem quer que seja pode realizar o tratamento após um curso de treinamento. Mesmo as pessoas que não possuem conhecimentos acerca da medicina, sem distinção de idade ou sexo, podem realizar. Além do mais, após mais ou menos um ano de treinamento, a pessoa já consegue realizar a cura de doenças que vários médicos acham estranhas, e casos como esses ocorrem inúmeras vezes no dia-a-dia. Estou expondo a realidade nua e crua, mas estou preocupado, pois as pessoas podem achar que sou exagerado.

Creio que o leitor tenha uma grande dúvida em relação ao porquê da humanidade não ter percebido, por milhares de anos, o erro fundamental da medicina. Ao mesmo tempo, acho que também nutre dúvidas em relação à forma como consegui descobrir esse equívoco, apesar de ser eu uma pessoa destituída de conhecimentos sobre a medicina.

Com a explicação completa desses dois pontos, todas as coisas serão esclarecidas. Obviamente, abrangendo desde a essência do Universo, a mudança da História, a revolução da cultura, a relação entre o espírito e a matéria, a situação real do Mundo Espiritual e até a essência da imutável vida e morte do homem.

Principalmente, na atualidade, não é permitido a quaisquer raças humanas do mundo ficar fora do círculo; a grande guerra sem precedente que realmente está acontecendo é uma grande calamidade, e também uma grande Transição do mundo que todos estão comentando. E o princípio fundamental que provocou essa grande Transição e o princípio fundamental da medicina japonesa que criei estão realmente em concordância. Por isso, acho que já puderam perceber que o conhecimento desse princípio fundamental não se limitará unicamente à minha medicina, mas a tendência futura do mundo dirá a respeito de como será.

Através de explicações de todas essas coisas, o mistério que a humanidade não tinha conhecimento por milhares de anos sobre a vida do homem, a sua saúde, as suas doenças, etc., creio que será revelado junto com a luz do dia. E assim que for construído o novo mundo moralizado que terá como ponto de referência o Japão, se toda a humanidade não gozar mutuamente da paz, mesmo que tenha saúde plena, de nada adiantará. Cristo disse: “Mesmo que conquisteis o mundo, de nada adiantará se perderdes a vida”; realmente é uma verdade.

Nesse sentido, creio piamente na chegada de uma época importante em que será estabelecido um mundo saudável, um sistema novo. Isto porque, se continuarmos com o velho sistema de medicina materialista criada pelos judeus, a vida da humanidade não terá outra alternativa senão cair na ruína. Tal como uma família de nação liberal que não sabe mais o que fazer diante de um colapso.

Acho que expliquei praticamente tudo sobre o resultado da pesquisa que realizei, mas o que gostaria de deixar claro é que, da minha parte, não tenho a mínima intenção de difamar a medicina ocidental, apenas teci críticas baseado na visão justa de preto no preto e branco no branco, mas tenho receio de que, de acordo com o leitor, poderá achar que estou criticando demasiadamente. Pode ser que na minha teoria haja também vários equívocos, mas gostaria de pedir que me corrigissem nesses pontos. Portanto, gostaria que lessem os pontos de argumentos do presente livro como se fossem uma teoria. Obviamente, se encontrar pontos úteis, gostaria que aproveitassem, e as partes que acharem inúteis, deixassem de lado. Estou apenas tornando público a realidade que achei consegui saber. Isto poque acreditei com toda seriedade que isso seria benéfico para a nação e não há outra intenção além desta. E quanto à veracidade ou não da minha teoria, acho que o tempo poderá se encarregar disso.

Determinei que o presente livro não será posto à venda. Por quê? Porque acho que ainda o tempo está prematuro para ser vendido ao público em geral. Isto porque acho que não seria nada interessante se porventura viesse causar influência de alguma forma no sistema erigido pela atual medicina ocidental. Portanto, vou aguardar a chegada do momento certo, pois acredito que infalivelmente chegará a época em que o presente livro será procurado pela sociedade e país.

Importante registro de que a Ultra Ciência de forma alguma é contra qualquer tratamento médico, obedecendo irrestritamente as Leis do País, não recomendando uso de qualquer medicamento (exclusividade de médicos), muito menos recomenda-se o não uso de tratamento medicamentoso (exclusividade de médicos). O fato de termos trazido à luz os ensinamentos do cientista espiritualista Okada é para que se tenha ciência do que o mesmo ensinou e nos deixou através de milhares de ensinos, e no Brasil a Terapia Japonesa EHT® encontra-se abrangida nas dezenas de Terapias Integrativas divulgada pelo Ministério da Saúde, portanto, atividade legal e autorizada. Também a Terapia Japonesa EHT® não faz uso de qualquer equipamento, indicação de qualquer produto, muito menos contém orações, sinais, palavras secretas ou semelhantes durante seu procedimento. Trata-se segundo o conceito explicado nos itens acima, de tratamento de ordem espiritual ou energético, e que tem nos seus resultados sua melhor divulgação.

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email