fbpx

O Grande Nó – O Futuro da Humanidade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email

De modo geral ninguém percebe de fato a gravidade do momento que ocorre atualmente no mundo. A expressão Juízo Final foi enunciada por Cristo, mas, como ele não falou quando e como isso iria se processar, ainda hoje tudo permanece envolto em mistério. Especialmente os cristãos têm tentado, ao longo dos tempos, desvendá-lo. Até o momento, porém, ninguém o conseguiu, pois quem for capaz de tal feito deverá ter o mesmo nível ou nível mais elevado que Cristo.

De fato, diante de tanta insegurança e desconfiança, o esclarecimento seguro dessa verdade fará com que a pessoa, seja ela quem for, arregale os olhos de puro assombro. Juízo significa julgamento. A crença geral é que esse julgamento será efetuado por Deus, ou então que aparecerá o Julgador. Mas não é assim. Então como será? Resumindo em uma palavra, vai haver uma grande ação purificadora, que atingirá a todos.

Não é de agora, já há algum tempo venho anunciando que o Mundo Espiritual, que até agora se encontrava na Era da Noite, finalmente está entrando na Era do Dia. O Juízo Final é o momento em que esse processo transitório for totalmente concluído, e a hora está bem próxima. Esse processo vem operando gradativamente, a mudança para o Dia, com a grande e decisiva ação purificadora ocorrendo no final. Evidentemente, ela se processará em três escalas: do Mundo Divino para o Mundo Espiritual e deste para o Mundo Material, que então se tornará verdadeiramente Mundo do Dia. Este será o Mundo da Luz.

Apesar de inúmeras teorias espalhadas, falei de modo geral, mas, naturalmente, o avanço dessa mudança é gradativo; os senhores praticantes devem saber que ela está se processando passo a passo, sem qualquer falha. Na medida em que o Mundo Espiritual se torna Dia, as purificações tornam-se cada vez mais fortes, o efeito da Terapia mais notável e a cura das doenças cada dia mais rápida, com o número de resultados aumentando. Se compararem as curas obtidas há um ou dois anos atrás com as do presente, compreenderão bem. Da mesma forma, com a intensificação gradativa da purificação, a mudança na sociedade também será mais violenta. Como tudo será exposto à Luz, de acordo com o princípio da Concordância, os desonestos irão gradualmente decair e os honestos prosperar, assimilando o mesmo padrão da purificação do Mundo Espiritual. Existe, porém, um problema muito sério: chegando a hora, por mais que o homem se esforce, nada poderá contra a força da Grande Natureza. O Bem e o Mal serão claramente separados; o Mal será destruído e o Bem sobreviverá. Pela razão acima, quanto mais pecados e impurezas (pecados e toxinas) a pessoa tiver, menos conseguirá suportar a grande purificação, não havendo outra alternativa a não ser despedir-se deste mundo. Em contrapartida, o Bem conseguirá sobreviver com facilidade. Assim, não podemos ficar tranquilos, a não ser que nos encontremos em condições de suportar qualquer espécie de purificação. Para os que possuem muitos pecados e impurezas, o Juízo Final é temível; para aqueles que os têm em pequena quantidade, ao contrário, ele é gratificante. Isto porque, após o Juízo Final, virá o Paraíso, e as pessoas poderão ter uma vida jubilosa.

A esse respeito, como expliquei, o aparecimento da nossa Instituição está ligado ao objetivo de criar o maior número possível de pessoas capazes de atravessar imunes o Juízo Final. Isso significa o grande amor de Deus e, também, a grande missão a mim atribuída. Sendo a Terapia o único método para atingir esse objetivo, ele não só cura doenças, mas também cria pessoas com qualificação para atravessar imunes o Juízo Final. Aqueles que souberem dessa Obra deverão reconhecer, na nossa Instituição, a grande Arca de Noé para a salvação do mundo.

Creio que, através do que dissemos, puderam compreender, de modo geral, o significado do Juízo Final. (Trechos)

Outro trecho de Ensino:

Em relação a grande mudança que a humanidade já está passando e começando a perceber ainda devemos esclarecer alguns pontos. Os cristãos e todas as pessoas em geral devem estar muito interessados em saber quando e como virá o Juízo Final, profetizado por Cristo. Visto que está se aproximando a hora, vou esclarecer a questão parcialmente. Não se trata de interpretação minha, e sim de um conhecimento que me veio totalmente por intuição espiritual. Por isso, quero que tomem minhas palavras apenas como mais uma referência ou teoria.

Em primeiro lugar, é necessário definir se realmente haverá um Juízo Final. Ora, um ser Divino como Cristo, que hoje é alvo da fé de milhares de seguidores no mundo inteiro, entre os quais se contam povos de nações superdesenvolvidas, não profetizaria algo que não acontecerá. Caso sua profecia não se concretize, ele não passará de um simples mentiroso. Portanto, embora não sejamos cristãos, acreditamos nela piamente. As palavras do fundador da Religião Oomoto-kyo: “O que Deus diz não tem qualquer margem de erro, nem sequer da largura de um fio de cabelo“, sem dúvida alguma podem ser aplicadas à profecia sobre o Juízo Final.

Sobre o Bem e o Mal, também, existem as seguintes profecias: “Destruirei o Mal pela raiz e construirei o Mundo do Bem“; “O Mundo do Mal já acabou“; “O Mundo do Mal atingirá o seu ápice aos noventa e nove por cento, e, com a ação de um por cento, será transformado no Mundo do Bem“; “Finalmente está chegando a hora da Transição do Mundo“. Todas elas, creio eu, não podem dizer respeito a outra coisa senão ao Juízo Final. É aquilo a que estamos nos referindo constantemente como sendo a Transição da Noite para o Dia. Há uma frase também relacionada à essa Transição: “O momento crítico deste mundo está prestes a chegar; por isso, nosso espírito precisa estar polido“. Tais palavras significam que é impossível o ser humano transpor esse período estando cheio de máculas.

Tomando a Bíblia como base e analisando o sentido das profecias citadas, podemos afirmar que nos encontramos na iminência de um grande perigo; para ultrapassá-lo, precisaremos estar com o espírito purificado. Isso quer dizer que o homem mau será eliminado para sempre. Se assim for, torna-se imprescindível purificarmos nosso espírito através de uma crença correta, a fim de que possamos transpor essa fase com segurança.

Os materialistas podem não acreditar, podem dizer que é um absurdo, que Deus é apenas fruto da imaginação do homem; entretanto, quando chegar o momento decisivo e, aflitos, eles quiserem voltar-se para Deus, já será tarde demais. Isso é mais claro que a luz do dia. Naturalmente, o amor de Deus é infinito e Seu desejo é salvar o maior número possível de criaturas. Nós, que seguimos Sua Vontade, estamos repetidamente advertindo os homens, através da palavra oral e escrita.

Sobre o mesmo assunto, existe outra advertência: “Deus está querendo salvar os homens, mas, se eles não tomarem cuidado e não derem importância a tantos avisos, encarando-os simplesmente como o canto do galo que estão acostumados a ouvir, chegará a hora em que, prostrados, terão de pedir perdão a Deus. No entanto, quando chegar essa hora, Deus não poderá ficar se ocupando dos homens. Assim, eles terão de resignar-se ante a situação criada pelas suas próprias mãos.” Acho que essas palavras têm exatamente o mesmo sentido daquilo que eu acabei de explicar.

No Novo Testamento, existe uma passagem na qual se diz que João faria o batismo pela água e Cristo faria o batismo pelo fogo. Se o Dilúvio representou o início do batismo pela água, o batismo pelo fogo, atribuído a Cristo, só poderá ser o Juízo Final que está prestes a chegar. Acontece que a água é material, e o fogo é espiritual. Por isso, aquilo que estamos realizando atualmente – a purificação do espírito através do espírito – nada mais é que o batismo pelo fogo. Como o espírito se reflete na matéria, a influência que esse batismo exercerá sobre ela deverá produzir uma mudança extraordinária. Mas precisamos saber que existe perigo apenas para o Mal, e não para o Bem.

Este artigo, eu o ofereço às pessoas descrentes.

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email